Os “quase infartos” da vida de mãe

criancas-em-casa-perigos.20minutospratudo

Outro dia estava com o Biel no shopping. Estávamos nos divertindo, brincando e entramos na loja C&A para eu ver umas roupinhas para ele. Ele brincando entre as araras e eu o seguindo, prestando atenção e falando com ele. Foram segundos em que olhei para o lado que pensei que ele sairia. Ele saiu pelo outro. Eu o perdi na loja. Não sei quanto tempo fiquei gritando o nome dele na loja, alto mesmo, já com voz de choro, coração disparado. Nínguem na loja me ajudava. As pessoas abaixavam a cabeça enquanto eu gritava, tentando ignorar os meus gritos. Até que olhei para um lado da loja e vi uma moça de mãos dadas com o Biel. Fui correndo, escutei a moça dizendo que ele não podia sair de perto da mamãe. Eu peguei ele pela mão e olhei nos olhos dele e falei:”Nunca mais faça isso comigo”! saí soluçando da loja, puxando ele pela mão. Ele chorava sem entender. Fui direto para o carro. Coloquei o Biel na cadeirinha. Eu tremia e soluçava e ele me olhava assustado, pedindo desculpas. Expliquei para ele que não podia fazer isso. Que deveria ficar perto de mim. Que existiam pessoas ruins que podiam levar ele embora e eu nunca mais o veria. Ele veio o caminho inteiro me pedindo desculpas e eu querendo esquecer pra sempre aquele momento desesperador.

Isso serviu de alerta. Fiquei pensando, sempre achei que isso nunca aconteceria. Que crianças são espertas mas nós somos mais. Mas… Me enganei muito. Nós podemos sim, por mais zelo que temos, sermos surpreendidos pela rapidez de uma criança.

No dia me culpei. Hoje não me culpo,sei que a experiência poderia acontecer, e que agora sei mais para que não acontece novamente.

Perguntei no instagram @20minutospratudo para as mamães os sustos que elas já tiveram, os “quase infartos” da vida de mãe e agora vamos dividir com vocês alguns relatos para que entendamos que “todo zelo é pouco” com crianças.

O mais importante aqui é você não se culpar e aprender com o que aconteceu. E para você que nunca passou por isso, ficar de olhos abertos para o que pode vir por aí!

Vamos lá?

A Fabíula do @fabiulamuleta nos contou: “Já passei por isso. Estávamos em uma festa, e o pai da Manu saiu para pegar bebida, e ela cismou de ir atrás. Deixei porqueestava no meu campo de visão até ela chegar lá. Quando chegou, ela escutou que tinha brinquedos na parte externa do local, e foi com duas crianças. Quando o pai dela voltou sem ela, entramos em desespero total. Cada um procurando em um canto do salão. Fomos pra fora procurar pela mocinha, e nada. Sai lá para o meio da rua gritando por ela, e perguntando se alguém tinha visto ela em algum lugar. E NADA. Peguei meu celular pra ligara para a polícia, e o pai dela apareceu com ela na hora. Que sufoco. Senhor. Que desespero. Que sensação horrível. Depois disso fomos embora, até porquenão tinha mais clima para festa. É cada susto que nós passamos…”

A Álida @alida_thauis teve um baita susto!: “Ahh eu tbm passei pelo um susto enorme na farmácia pague menos aqui da minha cidade, fui pagar a conta e entreguei ele pra minha cunhada, ele ficou chorando pra ir pro chão e ela colocou , ele tropeçou no próprio pé e caiu de cara na estante , resultando em pontos e eu quase morta , nunca deixo ele no chão, mas aconteceu, faltou o chão quando levantei ele e o sangue escorrendo na mesma hora levamos pro hospital e por ajuda de Deus tinha acabado de chegar um cirurgião plástico, um Anjo q tratou meu filho com todo amor, sendo q o pai dele q ficou com ele , porque eu não conseguia ficar nem em pé de nervoso, passei dias me culpando, é isso foi um susto enorme q até hoje choro quando lembro”!

Lá do Blog @blogmaedemeninas tivemos um aperto internacional!:¨Já passei por uma situação parecida! Quando a Bella tinha 3 aninhos viajamos para fora do Brasil e fomos fazer compras. Ela se escondeu no meio daquelas araras de roupas…..Quando senti falta dela comecei a gritar e fiquei desesperada. Meu inglês não é dos melhores e ninguém entendia o que estava acontecendo! Meu marido que fala super bem inglês estava em outra loja. Fiquei tão desesperada que comecei a fazer mímicas quando olho para o meu lado estava a Bella toda assustada e eu mais ainda! Que sufoco!!!!Agora toda vez que ela vai comigo em uma loja e vê aquelas araras de roupa ela lembra do que aconteceu!”

A Nanda do blog @mamaededuasoficial também teve seu quase infarto: “Aí Ari já passei mais de uma vez por isso, e com as duas, não tem como ficar calma por que um filme passa na nossa cabeça, também gritei chorei e só o alívio de vê o filho que acalma o coração. Graças a Deus tudo bem e só foi um sustão  agora podemos rir. Beijos”

A Lili do telemensagem_da_fadadodente também passou um “aperto”:” O meu filho disse para o rapaz da van da escola para que eu não estaria em casa e por isso era para deixa-lo no endereço da empresa. Quando cheguei em casa esperei por mais de 30 minutos. Desesperada liguei para o motorista que disse que o havia deixado na empresa. Quase surtei com o motorista e com ele.kkk”

A Marciane do @odisseiamaterna também sabe o que é quase infartar!: “passamos por isso quando Matheus tinha pouco mais de um ano. Literalmente quase morri. Foram dois minutos ou menos eu gritei feito louca. Que bom que deu tudo certo para nós. Eu passei a ser mega cuidadosa. Do tipo neurótica. 

A Karina do @maeperfeitamentereal tem muito medo…“Ari meu maior medo é perder a Maria  já aconteceu isso comigo na livraria, mas a Maria estava me vendo… Eu sou neurótica com isso, já cheguei a ir embora de um mercado por que achei q uma mulher estava muito em cima dela… Imagino o susto que passou!”

E você, já passou por alguma situação de “quase infarto” de mãe? Viu que não está sozinha? Quer compartilhar conosco para que outras mamães fiquem mais cientes do que os pequeninos podem “aprontar”? Compartilhe sua história aqui nos comentários! E compartilhe a matéria com as mamães que você conhece!

“E hajaaaa coração!”

 

Anúncios

3 comentários sobre “Os “quase infartos” da vida de mãe

  1. Nilda disse:

    Nossa só de ler esses sustos, fico com medo, eu já quase infartei, uma vez aquí em casa meu filho Bryan com 1ano e meio Subiu as escadas pro terraço, onde tem uma piscina de 5 litros, e eu igual a uma idiota no sofá vendo TV, pensando que ele tava com o pai, que saiu sem avisar, Bryan passou pouco mais de 5 min sozinho lá, Deus com sua infinita bondade manteve ele ocupado me chamando, subi e quando percebi o risco que meu filho correu, logo me ajoelhei e agradeci a Deus!

    Curtir

Conte aqui o que você achou do texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s