Sobre ser mãe e ponto final.

caminho.20minutospratudojpgSer mãe define uma mulher. Define sim. De uma maneira que só ela vai entender como.

Antes de ser mãe você se define como idealista, feminista, descolada, vaidosa, lutadora e por aí vai. Você tem uma visão totalmente diferente de como é a vida e como você vai viver. Seus sonhos são outros, seus planos são outros. Aí de repente…

Com aquele pacotinho nos braços, você percebe que mudou. Mudou pra sempre. Precisa se definir! Aonde está aquela mulher de antes? Pra quê mesmo que serve a maquiagem? Quais são as prioridades pra você agora? Você mudou. E nesse momento ainda não sabe bem no que se transformou.

Você virou mãe. Ponto final. Isso é o que te define agora. Virou mãe e ponto. Precisa se reformular a partir dessa definição. Você revê tudo. Conceitos, aparência, gosto, coração. Você se redesenha na forma mãe.

Você muda de uma maneira que só você entende. De repente seu sapato de salto fica ali pra escanteio escondido entre um monte de sapatilhas, 1 hora de maquiagem pra sair viram 5 minutos (e olhe lá), sua bolsa agora só gigante, ou mochila, pra caber toda “bagagem” do filhote nas saídas. Você procura um batom na bolsa e encontra um Hot Wheels, ou uma boneca, ou uma chupeta, ou alguma coisa que não é sua.

Você muda porque sua prioridade muda. Você se doa, aprende a cuidar de um ser humano de verdade. Quando você se entrega, não sabe dosar, no início você some,mas com o tempo aprende que sim, precisa de olhar pra você e nesse momento vai se tornando  a mãe feminista, mãe idealista, mãe descolada, mas o MÂE vem na frente, te apresentando ao mundo.

Essa redefinição da vida, é um momento seu! Te permite criar um novo ser, aprender com os erros e querer evoluir. É um momento doloroso e alegre ao mesmo tempo.Tem choro, tem crise, tem riso, tem mudança. Tem movimento sabe? Tem você se transformando.

E o final como é? Simples assim. Você é mãe!

Anúncios

2 comentários sobre “Sobre ser mãe e ponto final.

  1. Nathalia disse:

    Ótimo! Estou me redescobrindo como mulher, além de mãe, agora com meu pequeno com dois anos. Não podemos perder nossa essência e auto estima. É difícil, mas é uma transição necessária!

    Curtir

Conte aqui o que você achou do texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s