Diga não à auto medicação

Muitas vezes vejo mães pedindo para outras indicação de remédio para os filhos. E me preocupo, me preocupo muito com essas mães e criança-medicamentosessas crianças. Automedicar é perigoso demais já para nós adultos, quem dirá para crianças que têm o  organismo bem mais frágil que o nosso.

Automedicar é dar um medicamento sem consultar o pediatra. Repetir uma receita antiga se os sintomas forem parecidos ou aumentar a dose para encurtar o tratamento. Isso tudo pode gerar graves problemas aos pequenos. Os medicamentos são hoje um dos principais agentes de intoxicação de crianças no mundo!

Os medicamentos de uso comum como antitérmicos são grandes causadores de intoxicação. Em alguns países é até recomendado que não se tenha remédios (nem antitérmicos) em casa.

Xaropes, corticóides, descongestionantes nasais,antibióticos e até vitaminas, nada deve ser usado sem indicação médica. Receitas nunca devem ser repetidas e o medicamento do filho da vizinha, não serve para o seu.

Uma das causas da automedicação hoje em dia também tem sido o famoso Dr Google. Buscar informações na internet sobre doenças é válido para algumas dúvidas, mas nunca para se automedicar. Primeiro porque quando se digita os sintomas, podem aparecer milhares de doenças muitas vezes piores que doença real, segundo porque a internet não é médico, não sabe diagnosticar seu filho (e nem você).

Grupos de mães também não são lugares para se buscar medicamentos. São lugares para se tirar dúvidas que não coloquem em risco a saúde e a vida do seu filho (a).

Uma prática comum, principalmente em cidades do interior e procurar indicação de medicamento nas farmácias. Muitas vezes o próprio balconista indica o medicamento. Gente, vamos pensar!Procure sempre o pediatra! Um médico é sem dúvida o profissional capacitado para prescrever o medicamento!

Outro risco grave é trocar medicamentos de frascos. Os pais podem se confundir e ministrar o medicamento errado. Imagine você sem dormir a dias, de madrugada medicando uma criança, se os frascos forem trocados, erros podem sim acontecer.

É importante também não oferecer o medicamento como se fosse um doce ou algo muito gostoso, a criança pode encontrar o medicamento e querer tomar porque acha bom.

Priorize a saúde. Afinal, o ditado que diz que a diferença entre o veneno e o remédio é a dose, está muito certo!

Anúncios

Conte aqui o que você achou do texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s