Quando o coração dói

Tem coisa que dói mais na gente que sofrimento de filho? Eu mesma respondo, não tem! Aquele choro sentido, soluçado, aquele olhar triste que te procura e confia que o sofrimento vai passar com seu abraço! Haja coração para aguentar! O coração sangra, dói, dá vontade de chorar junto, de gritar junto.  Nossa, dá vontade é de sofrer por eles! Sei que em todas as vezes que Biel sofre me pego pensando: “Meu Deus passa isso para mim! Tira tudo que ele estiver sentindo e passa para mim! Eu aguento, eu me viro, qualquer sofrimento é melhor do que ver ele sofrer!”. Queria uma varinha mágica que passasse o sofrimento para mim. Toda mãe com certeza queria.

Dói muito então quando você não consegue amenizar o que ele (a) sente, esse com certeza é o maior revés da maternidade, não conseguir sofrer no lugar do filho (a).

E o coração segue sangrando, cada dor que ele (a) sentir, cada febre, cada tombo, cada batida de cabeça, cada pedra no caminho, é uma facada no peito, um corte no coração.

Já ouviram que ser mãe é ter o coração fora do peito? Mais pura verdade! Ele fica ali, exposto para o mundo.

E o que resta pra nós? Tentar proteger adianta? Sim, temos que proteger, mas temos que soltar, não vamos conseguir que eles cresçam em uma bolha protetora! Nos resta orientar, ensinar, cuidar e rezar, rezar muito!

Amém!

Anúncios

Conte aqui o que você achou do texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s